OBRAS PUBLICADAS RECENTEMENTE

Coleção da IV Semana do Patrimônio de Jaguarão (Lançamento: novembro de 2022)

Tiragem impressa doada pelo Instituto Conexão à Secretaria de Cultura da Prefeitura de Jaguarão, para que sejam distribuídas nas institutições de Ensino e Pesquisa do Município de Jaguarão, assim como para serem dadas aos cidadãos jaguarenses. 

Obras que compõe a coleção disponível para download:

ALMANAQUE DE JAGUARÃO NO BICENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA DA PÁTRIA: republicação em fac-similar Almanaque de Jaguarão no bicentenário da Independência da Pátria (1922). Composto por fotografias de Jaguarão atual e parte textual, organização de Dr. Eduardo Alvares de Souza Soares. 

APONTAMENTOS PARA UMA MONOGRAFIA DE JAGUARÃO: publicação fac-similar do texto original da obra de edição única, editada no último ano (1912) do Dr. Carlos Barboza Gonçalves na presidência do Estado do Rio Grande do Sul. Primeira obra publicada sobre Jaguarão, narrando sua história, e a evolução político-administrativa. 

SANTA CASA DE CARIDADE DE JAGUARÃO: no ano de 2002 o Dr. Eduardo Alvares de Souza Soares publicou o livro com mesma nomenclatura, no qual tinha como foco os 140 anos do hospital. A proposta atual será focar nos 20 anos de história que ainda não foram publicados, juntamente com a parte visual do passado e presente do hospital. 

O HOMEM MALDITO: quarto romance escrito no Rio Grande do Sul, ano 1858. A trama central ocorre no cenário jaguarense, e envolve a figura de José Luiz Corrêa da Câmara, que foi político e servido público local. Obra que carrega em si aspectos de inédita, se inserindo com grande relevância na repercussão à história da literatura no Rio Grande do Sul. 

PATRIMÔNIO JAGUARENSE: nas fronteiras da memória e do tempo: Essa obra é resultado da IV Semana do Patrimônio de Jaguarão, organizada por Amanda Basilio e Juliana Porto Machado. O evento foi organizado pelo Instituto Conexão Sociocultural (CONEX) e a Setorial do Patrimônio Cultural em parceria com a Sociedade Independente Cultural (SIC); com a Secretária de Cultura e Turismo de Jaguarão (SECULT) e diversos apoiadores do município, tanto indivíduos como entidades, sem os quais não seria possível sua execução. Durante a IV Semana houve diversas atividades com a finalidade de valorizar e promover o reconhecimento do patrimônio local. As conferências com pesquisadores qualificados e reconhecidos no âmbito nacional, juntamente com as exposições e o circuito cultural de visitações aos bens patrimoniais promoveram um olhar sobre os bens materiais e imateriais de Jaguarão, incitando a reflexão sobre a natureza do patrimônio e a importância de sua apropriação pela comunidade local. 

CLIQUE AQUI E BAIXE A COLEÇÃO