13227502_608064226015801_6482984270560098484_o

III SEMANA DA DIVERSIDADE SEXUAL DE JAGUARÃO

TEMA: “UM GRITO NO SILÊNCIO”

DATA: 18 a 24 de abril de 2016

ORGANIZAÇÃO: Instituto Conexão Sociocultural

FOMENTO: Prefeitura Municipal de Jaguarão

APRESENTAÇÃO:

O projeto da III Semana da Diversidade Sexual de Jaguarão tendo como tema “Um grito no Silêncio” tem por objetivo principal promover um espaço de discussão e visibilidade às pautas de luta dos grupos que compõem o movimento LGBTT, de forma a buscar o conhecimento, as limitações, as dificuldades e suas conquistas ao longo da militância, bem como, aproximar a população jaguarense do diálogo sobre as diversas formas de expressão da sexualidade humana.

Durante a primeira edição foi abordada a temática do preconceito, direcionando a comunidade em geral no combate as discriminações e intolerância a diversidade sexual, na segunda edição trabalhou-se não só com a comunidade generalizadamente, mas também com o sujeito da comunidade LGBTT, estimulando a aceitação do corpo e desmistificando a ideia causada pela heteronormatividade, que impõe a censura do corpo. Nesta edição a ideia é tratar do silenciamento imposto pela sociedade a essa população, através das mídias, da moda e da concepção de família, que faz com que esse sujeito se mantenha silenciado quanto a sua identidade.

JUSTIFICATIVA:

O tema “UM GRITO NO SILÊNCIO” da terceira edição da semana da diversidade sexual contempla a discussão acerca da dificuldade da aceitação da sociedade em relação a população LGBTT e de seu reconhecimento como sujeitos socioculturais ativos. Com o intuito de popularizar as discussões iremos manter constantemente atuações nas escolas do município, para que a juventude e seus educadores estejam incluídos nas ações de formação político social e sexual disponibilizadas, tendo em vista que acreditamos na educação como forma e ferramenta de transformação social  e cultural. Neste contexto a proposta vem ao encontro da necessidade de criar atividades socioculturais que contemplem a diversidade cultural e sexual da população local e das pessoas que visitam Jaguarão.

PROGRAMAÇÃO (EM CONSTRUÇÃO)